Buscar
  • GVBIM

3 facilidades proporcionadas pelo BIM



Quando falamos aqui sobre o BIM, sempre trazemos as principais vantagens que esta tecnologia nos proporciona, hoje não será diferente. Nossa intenção aqui é listar algumas das principais #facilidades proporcionadas pela tecnologia de construção digital. Óbvio que, como todo texto aqui no Blog da GVBIM, com um toque especial. O que queremos é trazer exemplos práticos de como o BIM pode desembaraçar alguns problemas que muitos engenheiros e arquitetos podem encontrar em seu dia a dia.


COMO O BIM SE TRANSFORMA EM UM FACILITADOR


Bom, primeiro vale a pena relembrar o porquê de o BIM ser um dos maiores milestones quando o assunto é a inovação dentro da engenharia, principalmente na fase de projetos. Com a tecnologia de modelagem de informação da construção é possível se alcançar um nível de detalhes nunca antes presenciado no mercado da construção civil. E como sempre deixamos claro aqui, detalhes neste caso são dados, informações, e informação é a chave para um projeto completo. BIM compila dados e os transforma no que chamamos de construção digital.

Por isso, quando se olha para uma representação 3D de um modelo BIM, não se está olhando somente para uma imagem. O que se tem ali é uma reprodução fiel à realidade, com dados reais, uma simulação fidedigna da obra pronta.





1: VISUALIZAÇÃO


Algo extremamente necessário quando falamos de facilitação é a visualização do projeto. Até mesmo para nós que trabalhamos com isto e estamos acostumados, é comum pegar um daqueles projetos super complexos feitos no CAD e entender ter uma certa dificuldade para entender todos os pormenores do que está ali. Para um cliente, é ainda mais complicado. Alguém que não tem intimidade com este tipo de projeto não consegue visualizar uma planta baixa e entendê-la sem auxílio.

Com o projeto realizado em BIM, temos a reprodução em 3D do que foi projetado. Não somente isso, mas também uma compilação de informações detalhadas sobre a obra. Como por exemplo: Materiais utilizados e suas quantidades, tempo de execução e até mesmo data e hora que cada uma das peças presentes será colocada no lugar. Detalhes estes que transformam o projeto em realidade diante dos olhos do seu cliente.


2: TOMADA DE DECISÃO


Este é um fator complementar ao que foi dito acima. O processo de tomada de decisão é muito mais assertivo se com ele houver uma pré-visualização daquela decisão futura. Isso não somente na construção civil mas em todas as áreas. Decisões tomadas às escuras são sempre arriscadas demais e como sabemos, nossa área não pode assumir riscos, pois estamos falando de cifras muito altas e um enorme número de pessoas contando com nosso trabalho. Por isso é importante ter em mãos todos os dados possíveis durante este processo.

Já falamos em um de nossos textos que o BIM é o mapa para o futuro, pois com ele podemos simular exatamente diversas variáveis do projeto, seja o tempo de execução até mesmo o custo de cada parte individualmente. Projetar com BIM é projetar com confiabilidade


3: RESPONSABILIDADE ECOLÓGICA


Com o BIM é possível diminuir drasticamente os impactos ambientais de uma obra, tudo graças ao planejamento detalhado. A modelagem de informação da construção se faz presente desde o início, na concepção do projeto, o que torna todo o processo de planejamento muito mais eficaz. Com o uso dos softwares BIM é possível otimizar ao máximo o uso de todos os materiais, evitando desperdícios, é possível saber quantos metros cúbicos de areia serão utilizados, a quantidade exata de fios que serão passados por cada tubulação.

Isto já é o que se espera de um projeto, mas com o uso do BIM, o nível de detalhes se torna infinitamente maior e mais preciso, gerando assim uma obra muito mais limpa e verde. O que é extremamente necessário, tendo em vista que a responsabilidade ecológica se faz cada vez mais necessária.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo