Buscar
  • GVBIM

ALGUNS CUIDADOS AO SE CONTRATAR UM SERVIÇO EM BIM

Queremos conversar um pouco sobre alguns aspectos que necessitam de atenção ao adquirir um projeto em BIM. Como sempre deixamos claro por aqui, a tecnologia de construção virtual não oferece nenhum tipo de problema ao contratante, mas um serviço mal planejado e executado por profissionais não capacitados pode sim, gerar dores de cabeça. Por isso é sempre válido lembrar que, BIM não gera prejuízo, profissionais pouco competentes sim. É por isso também que iremos trazer hoje certos cuidados que você, cliente, deve tomar ao optar por um projeto de modelagem de informação da construção.


BIM E CAD


Para entendermos um pouco melhor do que falaremos mais adiante no texto, primeiro é preciso entender o contexto que queremos empregar para a palavra “cuidados”. É necessário se atentar que quando falamos de projetos, falamos também de normas, muitas normas. Por mais burocrático que pareça, são estas normas que garantem a segurança e a funcionalidade do que está sendo projetado. Exemplo. Quando se opta pelo CAD o projeto é formado por representações gráficas e desenhos.


O empreendimento é representado por estes elementos que, seguem também um conjunto de normas. Diferente do BIM que leva uma montante de dados em consideração, o conjunto de regras que envolve a tecnologia CAD é focada em um tipo de representação puramente imagética, que dita as formas específicas do desenho, representação dos objetos, cores das linhas, espessuras das linha, formas como serão desenhados.



BIM é geometria e informação. A forma de contratar o projeto de construção virtual é mais específica pois não se trata apenas de representação, é preciso levar em conta diversos outros fatores que fazem parte do processo.


Com a tecnologia de Building Information Modeling se alcança um nível de detalhamento nunca antes atingido, por isso, no processo de contratação é preciso especificar qual será este nível de detalhamento baseado na intenção do projeto em questão. É preciso ter cuidado com a definição de qual é o tipo de necessidade do modelo tridimensional no processo de contratação. São 3 categorias principais que precisam ser levadas em consideração nesta fase: compatibilização, quantificação, planejamento.



COMPATIBILIZAÇÃO


Quando a intenção é a compatibilização, o nível de detalhes do projeto pode ser um pouco menor. O que isso quer dizer é que, a visualização imagética é o objetivo principal deste tipo de projeto, por isso, não é necessário por exemplo, implementar detalhadamente todos os pequenos elementos presentes na obra.


O nível de especificidades aqui é menor pois o tipo de projeto nos permite criar algo menos detalhado, porém, ainda visualmente fiel ao que será entregue após a execução.

QUANTIFICAÇÃO



Agora o objetivo é outro, o número de elementos aumenta consideravelmente, pois a intenção do projeto é quantificar todos os elementos que estarão presentes ali. Por isso é importante que tudo esteja descrito no projeto. A quantificação diz respeito à quantidade de material que será utilizado na obra, ou seja, além da visualização imagética, o projeto também contém dados que nos apresentam todos os insumos necessários naquele empreendimento. Nesta fase, aquele interruptor que dissemos acima deixa de ser um mero detalhe e passa a ser um elemento importante do projeto, não só ele, mas toda a tubulação utilizada na obra, todos os metros necessários de piso, todo o revestimento das paredes e etc.


PLANEJAMENTO


Aqui temos mais um salto na quantidade de dados contida. Agora além de informações relacionadas ao número de elementos e visualização da imagem, temos também especificações relacionadas a execução do projeto.


Pode-se dizer que neste modelo, efetua-se o que chamamos de BIM4D ou a quarta esfera do BIM, no qual tempo, todo o planejamento de execução é colocado no projeto. São elementos como, tempo, a ordem na qual a obra será organizada, entre outros. Já falamos mais profundamente sobre BIM4D em nosso Blog, vale a pena conferir.


LOD (Level of Development)


Toda essa conversa de detalhamento, número de dados e elementos do projeto tem um nome. LOD (level of development) traduzindo seria o nível de desenvolvimento do projeto. LOD é medido em uma escala de 100 a 600, sendo o LOD100 o nível de maior simplicidade do projeto, neste caso, como explicamos, seria o que se aplica ao processo de compatibilização.


Este nível é importante pois ajuda a colocar a equipe que trabalha no projeto numa mesma página, sabendo qual é o níve


l de desenvolvimento do que está sendo planejado, todos trabalham da mesma forma, o que nos proporciona um trabalho conciso e consistente.


SENDO ASSIM

Apenas arranhamos a superfície das especificidades e normas exigidas para um projeto em BIM, essa conversa é sempre breve e tem o intuito de ser simples, para que você, leitor consiga entender os pormenores deste mundo extenso da construção virtual. Como falamos no início, é preciso sempre entender que a tecnologia não faz milagre, é necessário que ela seja aplicada por profissionais capacitados que tenham a expertise necessária para o trabalho. Por isso é sempre bom estar ciente destes detalhes que cercam os projetos BIM.



12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo