Buscar
  • GVBIM

BIM e a revolução da construção civil

Não gostamos muito de dizer que BIM é o futuro dos projetos de construção civil. Não que isso seja uma inverdade, isso na realidade é um fato, BIM é sim o futuro. Porém sentimos que esta frase se resume a tratar a construção digital como algo que está por vir, quase como um “prepare-se, pois um dia isto será realidade”.


Gostamos de dizer que “BIM é um presente do futuro”, este é um jogo de palavras que representa bem o que a Modelagem de informação da construção tem sido nos dias atuais. Quase como um tipo de tecnologia vinda de histórias futuristas para nos auxiliar na construção de um mundo mais eficiente.





DESDE TEMPOS IMEMORIAIS

Assim como a agricultura, construir faz parte do que é ‘ser’ humano há milênios. Desde que nossos ancestrais perceberam que a realidade de nômade já não trazia mais nenhuma vantagem real à existência humana, nós começamos a plantar, colher e construir.

Sendo assim, tivemos mais de 12 mil anos (desde o período neolítico com o desenvolvimento agrícola) de evolução de nossos conceitos e conhecimentos acerca do que é construir. Por isso, imagine o quão difícil é inovar em uma área que vem se desenvolvendo há tanto tempo.


A verdade é que o avanço vem com a necessidade. Não precisaríamos construir se nos mantivéssemos nas cavernas, não precisaríamos de pirâmides se a humanidade estivesse contente com as mastabas. Somos inquietos por natureza, faz parte do que diz respeito ao nosso impulso natural de nos movimentar, avançar e inovar.


INOVAÇÃO

Como falamos acima, não é fácil inovar em uma área que vem se desenvolvendo há tanto tempo. Mas com nossa natureza inquieta, provamos a nós mesmos que, por mais difícil que seja, ousar já se tornou padrão.


A Construção Digital pode um dia ter parecido uma extravagância. Algo desnecessário, porém interessante. Mas o que vemos atualmente é a crescente necessidade e demanda do uso do BIM. Projetos de Building Information Modeling já se tornaram obrigatórios em diversos países ao redor do mundo, no Brasil a realidade caminha para isso. Vemos que, pela confiabilidade gerada pelo BIM, temos projetos muito mais eficazes, muito mais econômicos e ainda mais ecológicos.


Em nossa busca por inovação, o BIM tornou-se um bastião de renovação. Como já falamos algumas vezes em nossos textos pregressos, a modelagem de informação da construção se adapta às necessidades de cada um, o que torna cada vez mais fácil que nós nos adaptamos a ela.


NÃO SE PODE CORRER DO FUTURO, SÓ EM DIREÇÃO A ELE


Nós não só projetamos em BIM, nos também ajudamos outras empresas a fazer isso, por meio do nosso processo de implantação BIM. Entendemos o valor desta tecnologia e por isso percebemos que não deveríamos ser apenas players. Nos tornamos fomentadores. Ao se estudar a história da construção civil é possível entender que, em certos períodos existe uma demanda por inovação e quem não faz parte deste processo de transformação fica defasado e rapidamente cai no ostracismo. O BIM é uma mudança que já chegou, e não há como negar isto. Não adianta pensarmos nele como algo que está por vir e mudará paradigmas. Isto já está acontecendo.


NEGAR AVANÇOS É NEGAR A SI MESMO


Neste texto falamos um pouco sobre como os avanços têm sido um constante em nossa área, mesmo com 12 mil anos de história, mesmo que estes progressos possam tenham sido tomados em passos lentos.


A construção civil sempre caminhou para frente. E estamos hoje no processo do próximo passo. Hoje podemos construir a representação fiel de um empreendimento por meio de softwares que nos ajudam a identificar até o menor dos problemas. Softwares que nos permitem transformar uma obra comum em um exemplo de sustentabilidade. Programas que nos possibilitam economizar porcentagens nunca antes vistas. Inovar faz parte do que é ser humano e negar isto é negar milênios de esforços de bilhões de pessoas que trabalharam em prol do progresso.


Todos estes softwares que mencionamos acima são, foram e sempre serão manuseados por pessoas, gente que entende o valor de se abraçar os avanços e fazer aquilo que parece impossível, inovar em uma área que vem sendo aperfeiçoada a 12 mil anos.


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo